sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Nostalgia de chapéu e chicote!



"
Ai que saudade da Amélia... Que falta que a Amélia me faz..."


Defeitos especiais a parte, como um amigo meu comentou há algum tempo atrás: “O futuro de antigamente era bem mais legal”, e eu concordo plenamente.

Não só o futuro, mas também os jogos, as novelas, os enredos dos filmes, os desenhos animados - que hoje em dia resumem-se a porradaria indiscriminada, homens com mais músculos do que a anatomia humana é capaz de explicar e mulheres surrealmente gostosas – e assim por diante. Tudo bem que nem tudo está perdido, ainda existem as séries de TV (por assinatura) que têm lá seu valor, mas a criatividade parece estar decaindo cada dia mais.

E perceba que eu nem mencionei as relações humanas e suas vertentes...

Ok, se você leu mais de 3 posts meus é claro que vai me achar uma pessoa rabugenta, chata e que reclama de tudo. Não que você esteja enganado(a)! Mas quando algo merece ser elogiado, acredite, eu elogio! (Ou simplesmente não critico!).

Um exemplo bem clássico: a política. Você nunca vai encontrar um post só com elogios neste blog se o assunto principal for política, mas se for sobre a consciência e responsabilidade social que as ONGs representam hoje em dia, com certeza que eu irei desfiar contas e mais contas do meu cordão de adulações.

Às vezes acho que estou ficando velha, e realmente estamos TODOS ficando velhos, até mesmo os jovens – o tempo que passa para mim, passa para todos vocês – só que eu sempre achei chato aquele papo dos meus pais, que mais parecia com um discurso de vitrola arranhada: “Na minha época a música era melhor. Na minha época as ruas eram mais seguras. Na minha época os casamentos eram outra coisa, e não essa bagunça de vocês jovens”... e assim por diante. Incrível como eu me pego dizendo praticamente as mesmas coisas! Ok... Nunca defendi ou sequer entendi “casamentos”, mas até nisso eu tenho concordado sabe...

Sabe, tenho medo de pensar no que essa nova juventude tem na cabeça. Você pode viver a vida e ter responsabilidades! Você pode pertencer a uma tribo sem que isso te torne um maldito preconceituoso idiota. Você pode crescer na vida jogando limpo, e não pisando na cabeça de Deus e do mundo! E falando nele, você pode SIM ter uma religião, mas é desnecessária toda essa coisa das guerras e das perseguições.

O recado de hoje foi esse, meio nostálgico, eu sei, só que não deixa de ser uma boa base para reflexão, concordam?


Até a próxima meus queridos e queridas!


Ps.: Até o “Indiana Jones” velho era melhor... Este mundo está perdido! =/


Fontes: Blog Chistudo (Bjs Jim).

Inspiração made in “Indiana Jones e a última Cruzada”.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Alguns sinais não se ignoram


É minha gente, a vida anda corrida e o blog anda parado, mas vou acelerar o passo na medida do possível e (assim eu espero) por o blog nos eixos. Mas vamos logo ao que interessa:

Em primeiro lugar: espero que Deus possa amparar e consolar todas as famílias das vítimas da tragédia que ocorreu recentemente em Angra e do terremoto que aconteceu nesta terça feira no Haiti.

Em segundo lugar: quero expor também a minha revolta para com alguns meios de comunicação que se aproveitam do sofrimento alheio. Por mais que uma catástrofe seja uma boa notícia, ainda assim ela é uma catástrofe. Tratem do assunto com tato, com seriedade, mas acima de tudo, com o merecido respeito.

Poderia ter sido com qualquer um de nós, inclusive com um de vocês.

Continuando: o assunto que eu gostaria de explorar hoje é o nosso descaso com a nossa casa, mas conhecida como “Planetinha Azul”, ou “Terra”.

No caso do Haiti, não se podia fazer muita coisa, mas no caso de Angra, assim como em tantas outras situações, o agravante comum é o “fator humano”.

Será que ninguém percebe que estamos brincando de roleta russa com a natureza? E no final, meus queridos, ela vai ganhar e eu não tenho nem sombras de dúvidas quanto a isso.

As pessoas aterram regiões pantanosas e litorâneas, constroem em áreas de risco, derrubam quilômetros e mais quilômetros de florestas, extinguem a vida de várias espécies animais e vegetais, poluem os mares, a atmosfera e o solo... Cá entre nós: Verdadeiros cupins!

Nosso comportamento pode ser comparado ao comportamento de um vírus, que infecta o seu hospedeiro, retira dele tudo o que pode e procura por outro hospedeiro e assim por diante. Só que eu ainda não acredito na colonização de Marte, logo...

Outro comportamento irresponsável nessas horas é encontrar quem ou o que culpar. Alguns bradam contra os céus, jogando a culpa de seus atos em Deus, Alah, Oxalá, Buda, Krishna ou a deidade-bode-espiatório da vez que em nada têm culpa.

Não posso deixar de citar aqueles que culpam o Diabo – pobrezinho – por todos os males do mundo... Mas isso é uma baita sacanagem com a igreja católica! Façam como eles! Inventem vocês mesmo os seus “Judas”

Tem também aqueles que são “mais” ateus (porém não menos fervorosos) e preferem unir o útil ao agradável: culpam partidos políticos, ou apenas UM único político (não querendo defender, mas sempre sobra para o pobre Lula), e até mesmo posicionamentos sócio-políticos (O_o) – a culpa é da direita, ou da esquerda, ou mesmo da direita-esquerdista do meio. Há ainda aqueles que culpam o Osama e o Bush e a Globo. Acredito na culpa desse último...

Enfim – Quem ri por último é porque já sabe em quem por a culpa! Mas as pessoas sempre evitam - e somente nessas horas - olhar para seus lindos e arredondados umbigos. ¬¬*

Não existe um “centro” para toda essa culpa. Se Deus tem culpa, é só porque ele nos criou e deve ter sido, creio eu, com a melhor das intenções (acredite você ou não).

Se a culpa é de algum político, seja ele quem for, já parou para se perguntar quem o colocou naquela posição e não fiscaliza o trabalho dele?

Se a culpa é da esquerda, da direita ou de quem fica em cima do muro, porque não param de se atacar e se unem para ajudar?

Se você acha que a culpa é do diabo... Bem... Vá orar/rezar meu filho... A coisa por aqui está FEIA.

2012 a parte, realmente esse mundo vai acabar, mas pelo andar da carruagem seremos nós mesmos os cavalheiros do apocalipse, com direito a trombetas, mísseis, maremotos, terremotos, musiquinha do “plantão” e muita pipoca de microondas.

Será que ainda dá tempo de por a mão na consciência e pelo menos tentar arrumar essa bagunça?



Fontes: O Dia On-line e a minha própria revolta raivosa e virada na TPM.

Aqueles que me acompanham na jornada...

Wikipédia sobre a Lady Vinna (WInna)

A lei divina é eterna, imutável, perfeita, igual para todos, inscrita na consciência dos homens e revelada em todos os tempos (de acordo com a capacidade e compreensão dos homens).

Winna: "- Com tantos elogios eu fico até sem graça!"

"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". - Pitágoras

"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". - Pitágoras