sábado, 31 de julho de 2010

Pensamentos Itinerantes




É... Enquanto ando tendo minhas crises de criatividade (na verdade, é mais sobre a FALTA dela), fico aqui, desenhando no paint e tentando concentrar meus pensamentos num pondo determinado.
Não que eu não tenha sobre o que escrever - é exatamente o contrário! Tenho vários assuntos explodindo na mente, às vezes chego a ficar meio "autista" por conta disso...

Então, vamos lá!

Modo random de assuntos do dia:


"Novo Layout"


Sim, quem andou dando alguns pulinhos por aqui deve ter notado, durante essa semana, que eu fiz e refiz alguns desenhos para o blog. Até que eu gostei de alguns anteriores, mas o atual é mais a minha cara (quando digo a cara entenda-se: estilo - não sou uma ruiva baita gostosa com carteirinha de membro oficial do clube do silicone - não que eu não gostaria de ser, mas Deus não costuma dar asas a cobras...).

Gostou? Espero que sim, caso contrário você pode simplesmente pressionar alt+f4 e isso resolve o problema.


"Dia do Orgasmo"


Isso sim é uma ótima data comemorativa. Bem melhor que a Páscoa, por exemplo, que só serve pra engordar e encher a cara de espinhas... (Eu AMO chocolate, mas só em períodos beeeeem esparsos, senão fico literalmente com cara de lua: branca e com crateras). Mas voltando ao orgasmo - não se desesperem pessoas, Deus foi tão legal que dá pra comemorar o dia até sozinho ou sozinha!
Então, a todos os que estão dispostos a fazer jus à fama que o brasileiro tem de comemorar todos as datas comemorativas possíveis, MÃOS A OBRA! (literalmente em alguns casos...)


“Causos de esquecimento extremos”


Escrever esse trecho foi o mais tenso do dia. Comecei com um tema e terminei optando por postar esse mal que me aflige. Às vezes acho até que me esqueci de lembrar-me de algo (O_0). Não que isso ocorra realmente o tempo todo, mas minhas crises normalmente se desencadeiam nos momentos menos propícios - ou quando alguém fica "interrompendo" a minha frágil linha de pensamento (acho que o mais adequado seria "Fio de cabelo de pensamento").

Bem que a memória da gente poderia passar por uns upgrades...


“Nem FUUUUUU meu querido..."


Sim - Estava eu aqui toda serelepe, feliz com minha amnésia repentina, pensando em como gostaria de comer algo do qual não faço a mínima idéia do que seja (sim, sofro disso também) quando uma amiga me chamou a atenção para um "convite do orkut" que ele acabara de receber...
Juro que o orkut deveria fazer uma espécie de Prova para aceitar novos membros...
Para começo de conversa eu vou simplesmente ignorar a cara do cidadão, afinal de contas ele não tem culpa de ter nascido assim... Só que não consegui deixar de lado os MALDITOS ERROS DE PORTUGUÊS da figura!

Pelamordedeus!!!!

Veja bem, ninguém é perfeito! Sempre têm aquelas malditas palavrinhas que nos tiram as noites de sono, qualquer um pode ficar em dúvida e errar, definitivamente, é humano. Só que meter um "ESCRUINDO GERAL" bem no status, logo de cara, já deixou de ser só uma ofensa a minha boa vontade e virou crime federal. Assassinato em primeiro grau! Doloso!
O pobre do português não fez nada de mal a ninguém!!!
Com tantos livros, dicionários, professores de português, gramáticas e até mesmo o corretor automático do Word (e nem adianta negar!).

Depois ainda reclama que não foi adicionado...


Então, antes que a indignação acabe de vez com minha tarde, vou ficar por aqui!


Até a próximas queridos!


Bjos, Queijos e tenham todos um fim de semana MARA!


By Winna A.

terça-feira, 27 de julho de 2010

A angústia dos livros não lidos e a Surpresa dos contos redescobertos!



Hello pessoas queridas!

Tem coisa mais revoltante que começar a ler um bom livrinho e parar?!

Hoje eu verifiquei que ainda não terminei de ler ALGUNS livros! Quase que isso acaba com meu dia!

Irritabilidade a parte, a falta de tempo e o excesso de trabalho são os dois dos piores inimigos de qualquer leitor! (Isso e uma amiga que não para de falar que quer um loft a qualquer custo ¬¬* Ainda bem que não estou lendo nada, só escrevendo).
Variando um pouco o assunto “leituras perdidas” - Vou falar também de “Escritas Reencontradas”.

Sabe quando bate AQUELA inspiração? E você escreve, escreve, escreve... E depois mete aquele bando de folhas numa caixa e por lá mesmo elas ficam, por anos a fio, envelhecendo, amarelando... virando lanche de traça...! (Ok, atualmente a gente salva em alguma pasta do PC, mas eu quis dar um ar “nostálgico” ao texto).

Continuando: Tem coisa mais bacana que encontrar um verso, poema, texto, música, roteiro de filme ou qualquer outra “escrita” SUA!?!?!?

Claro que tem!!


É achá-las e pensar em como você fez aquilo tão bem feito - ou rir do completo avesso - e recordar dos momentos que te levaram a transbordar vasta gama de sentimentos naquelas folhas que eram tão mortas antes do sopro de vida das palavras.

Desde criança sempre considerei a leitura uma dádiva solitária das mais prazerosas. Um dom que eu agradeço e muito a minha irmã!

Agora...

Não que eu me sinta uma escritora famosa, longe disso, mas considero escrever um dom sagrado! O vejo como pura alquimia, onde se misturam as cores, sabores, toques e cheiros... Dias nublados e gosto de lágrimas... Abraços de pessoas que nunca mais voltarão e lembranças de tempos nem sempre tão distantes assim... É realmente mágico ver tudo isso se unindo, transmutando e tecendo linhas e mais linhas, páginas e mais páginas.

Poetizando um pouco mais, acho que escrever é um milionésimo da sensação da criação – a mesma pela qual Deus passou quando parou para observar cada ser que nasceu de sua vontade. As palavras criam vida. Elas podem até mesmo DAR vida.

Quem nunca sentiu vontade de ser simplesmente feliz ao ler um carta ou trecho de poema ou conto, seja ele de fadas ou não?!


Não creio que a leitura ou a escrita são meios de se viajar por todo o mundo sem sair do lugar e sem mover um dedo. Acho sim que elas realmente nos transportam para dentro de outros universos, dimensões desconhecidas e inimagináveis.

O espírito não encontra barreiras, e a nossa casca, nosso corpo, é apenas o apoio do livro, o porta canetas ou a máquina de escrever.



Vou ficando por aqui e desejo uma ótima leitura e/ou uma fantástica escrita para os Senhores e Senhoras!


By Winna A.

sábado, 24 de julho de 2010

\o/ Layout Novo \o/

Olá!

Sim, estou testando alguns Layouts novos, alguns desenhos novos...

Quero mudar!

Por acaso estou aceitando sugestões...

Não quero abrir mão dos bons e velhos desenhos de Paint Brush, logo, estou testando outros, mas sempre nesse estilo "ruivinha misteriosa no mundo da Lua", literalmente!

Então, gostaria de comentários, críticas, dicas! O que puder - se for pela felicidade da nação - está valendo!



Nos veremos na próxima atualização!

=**


By Winna.

Stallone Balboa, O Jumbo e a Torre do Rio Sul


Que infortúnio pessoas queridas...

Tio Rocky nunca tinha me decepcionado assim...

Entenda: Que o Rio de Janeiro é perigoso, até o Papa sabia (se bem que o falecido aqui esteve e de nada reclamou, muito pelo contrário), mas nem por isso, meu querido Stallone, e nem mesmo pelo seu senso de humor pra lá de infeliz no dito momento, nós brasileiros gostamos dos tais comentários... (Ok, posso estar atrasada, mas isso não impediria, vocês bem sabem, de expor aqui algum manifesto!)

Afinal, se alguém aqui lhe oferecer um “macaco” e ele não for hidráulico, pode chamar a polícia e o Ibama. Isso é crime.

Então fui ler o outro comentário infeliz: Falar mal do BOPE?!
Ok... O Logo deles não é dos mais calorosos do mundo, mas já viu com quais tipos de situação e de criminosos os caras lidam? Não dá pra por um Ursinho Carinhoso na blusa dos caras, pintar o caveirão com algum cenário feliz (lembrei dos Smurfs) e mandar o povo subir uma favela cheia de traficantes armados pra guerra do Golfo! Faça-me o favor né...

Ainda acho que não se deve meter o bedelho em assuntos delicados desse tipo, ainda mais quando não se está na casa da gente...

Só pra constar: Entre as 10 cidades listadas como as mais perigosas e/ou violentas do mundo, você sequer encontra o Rio de Janeiro ou qualquer outra metrópole brasileira, valendo lembrar que o terceiro e nono lugares da lista pertencem ao nosso “Queridinho” Estados Unidos...

Então, como diria meu tchutchuquíssimo Leandro Hassun:

“Enche a PORRA do Iraque de bomba e vem falar mal do meu arrastão!?

Fiquei chateada Tio Rocky!

Até aceito as desculpas, mas que isso não se repita hein!

Ai ai ai, menino feio!



By Winna A.



Fontes:

* Yahoo Notícias

* Blog "Saber Geral"

* Google - Meu eterno companheiro de pesquisas.

* Tchutchuquíssimo Leandro Hassun

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Amiguinhos de Estimação são MARA!


E essa vontade que não passa...

Mas não é uma vontade fútil qualquer! Sequer é fútil! Não chega nem perto disso!
Muito pelo contrário!

Estou louca, desvairada, desesperada... Para adotar um Bichano!!

É sério! Daqueles que fazem miau, ronronam, arranham todos os móveis, ficam brincando a noite toda com qualquer coisa que se mecha e que tornam a sua vida muito mais alegre e interessante!

Quer melhor companhia nesses dias frios e/ou chuvosos?!

Não tem coisa melhor que tem um companheirinho (ou companheirinha) que te acorda no meio da noite pra ficar se enroscando nos seus pés. Que te dá bom dia com miadinhos finiiiiinhos – Bom dia esse que normalmente é acompanhado de um “Estou com fome! Quero meu café da manhã!” – Tudo isso com o rabinho chacoalhando, muitos pulinhos, alguns bocejos, espreguiçando bastante e, na maioria das vezes, seguido de alguns “miaus” de descontentamento com a demora do serviço de quarto.

Independente de sua predileção por gatos, cães, hamsters, chinchilas, coelhos, cobras, iguanas, ou qualquer ou “amigo de estimação”, é sempre bom ter um fiel companheiro, e te garanto que animais são MUITO, mas MUUUUITO mais fiéis do que nossos irmão humanos.

Não que eu não conheça humanos bacanas! Conheço um bocado deles, só que proporcionalmente falando, tive muito menos desilusões com meus cães e gatos do que já tive com pessoas.

Contudo: Que é muito bom termos um companheirinho, eu sei, porém, com o amigo vem a responsabilidade - Nossos amigos de estimação não são brinquedos ou mercadorias que possam simplesmente ser postos de lado quando a situação não é mais tão conveniente. Eles têm tantos sentimentos quanto nós, e, na verdade, do âmago da minha alma, acredito que eles têm MUITO mais sensibilidade do que nós.

Quero mesmo poder dividir minha casa, meus móveis e principalmente a minha vida com um miau... mas quando me lembro que moro de aluguel, que não tenho um quintal lá muito grande, que não ganho tão bem quanto gostaria, que passo muito pouco tempo em casa... bem, acabo me obrigando a desistir da empreitada "meio" que de imediato.

Eu nunca negaria amor e atenção a um amigo, mas minha condições atuais não me permitem arcar com todas as outras despesas provenientes de um bichano. Sem contar que morar de aluguel é fogo... vai que acontece alguma coisa e eu não consigo um outro lar para amparar a nós dois? Prefiro me segurar agora a ter de me desesperar futuramente. O abandono, definitivamente, não é uma opção válida pra mim!!

Então, pessoas queridas, pensem muito bem antes de adotar um amigo de estimação – Porém, adotem!
Como diz o pessoal do Instituto É o bicho:

"Amigo a gente não compra. Amigo a gente adota!"

Amigo, como já disse, não é mercadoria... Não tem valor! Mas vale muito!

Vou ficando por aqui e espero que tenha ajudado e até mesmo incentivado alguém a tomar aquela grande decisão de se apaixonar incondicionalmente por um amiguinho de quatro patinhas!
As vezes quatro patas, ou três.. ou duas... quem sabe umas seis ou oito...


By Winna A.


Fontes:

* Instituto É o Bicho *

Clique no link e veja alguns detalhes dessa campanha que muito me agradou conhecer! Aproveite para ver as fotos dos amiguinhos disponíveis para adoção!

* Blog da Hanna *

Um blog bipolar, porém, muito gente boa!

* Meu coraçãozinho apaixonado por animais *

Link indisponível – só me conhecendo mesmo!


terça-feira, 20 de julho de 2010

A grande dificuldade de se ser tantas pessoas dentro de uma só.

Boa noite pessoas queridas!

=D

Hoje o “Boa Noite” de tem vários sons, várias vozes... Praticamente uma torcida organizada!

Hoje eu falo por mim e por todas as pessoas que vivem tentando explicar ao mundo que, até o mais alegre e gracioso ser que existe neste mundinho, as vezes – e só as vezes – tem de por pra fora o seu pior lado, o seu não tão pior lado e alguns tantos outros lados de suas moedas.

Poucas vezes as pessoas se tocam que cada individuo possui uma gama de outros seres dentro de si - e eu não me referia a bactérias, microorganismos em geral e nem mesmo a verminoses (ecow!!! =X). Estou me referindo aos nossos “Eus”, e nem adianta negar. Somos tão diferentes em tantas fazes e momentos, com tantas pessoas e situações, que praticamente sofremos de superpopulação interna.

Pelo menos comigo é assim.

Agora: Não vá confundir “ser várias pessoas numa só” com “ser uma pessoas falsa, que tem várias caras...” Se você pensou nisso não chegou nem perto da minha linha de pensamento!

Eu estou tentando lhe explicar a complexidade de se ser você mesmo (na verdade, de EU ser eu mesma).
Entenda assim: Eu sou a Winna. Aquela menina meio desocupada e um pouco crítica demais que escreve um blog, blog esse que não é lá uma Brastemp, mas que serve quase como uma terapia coletiva para mim e alguns leitores.

Também sou a “K” – Menina pentelha, chatinha, debochada e de senso de humor meio ácido (deliciosamente sarcástica, como diria um amigo meu) e que adora reunir os amigos para bater papo e fazer comidinhas para todos.

Também sou a Deidade chefe do Chat do BEJRPG (Vlw chefinho!)...

Também sou a menina que está sempre com um ar meio “sei lá”, ou a garota misteriosa do ônibus, Também sou a colega de sala que sempre tenta confortar os outros, e também sou aquela mulher esquentada que arma o maior barraco que você já viu quando alguém meche com alguém que eu goste.

Resumindo: Se nem eu me conheço direito, por que (raios), meu bom Deus, algumas pessoas tendem a acreditar que eu serei a mesma pessoa de sempre? Tenho meus acessos de raiva, de alegria, de choro, de sensibilidade, de autismo, de preguiça, de manha, de birra, de mãe, de ciumenta, de trabalhadora... Mas nada disso me torna uma anormal (pelo menos não até ser clinicamente comprovado!)

Dentro de mim vivem várias meninas, várias mulheres, algumas crianças e uma ou outra velhinha não tão simpática assim, mas ainda sou eu!

Não deixo de ser eu mesma quando uma ou outra personalidade minha está mais aflorada. Tudo bem, posso estar mais insuportável, mas ainda sou eu (Eu com TPM, mas SOU EU!)

Então, meus caros, sei que algumas pessoas aí se identificaram com tudo o que escrevi (outras esquizofrênicas como eu). ]
Sei que muitas pessoas compreenderam (na maioria mulheres) e sei que outras ficaram horrorizadas (na maioria homens), mas a mensagem que eu tentei passar foi: Nós sempre seremos as mesmas, mas ainda assim, estamos sempre nos atualizando, em eterno estado de metamorfose ambulante! E isso pode ser meio estranho no início (ou meio perigoso, quando se trata de bipolaridade), mas ainda não mudamos na essência!

No meu caso, continuo apaixonada pelo meu sobrinho zibebê da tia, de perturbar a minha mãe e da minha irmã, de encher o saco do meu namoradinho só pra vê-lo fazendo altas caras e bocas, gosto de cozinhar e de escrever, de cantar, de desenhar no paint, de reunir os amigos para comer algo gostoso e jogar RPG, de devorar livros...

É só essa nuvem de coisas explodindo todas juntas na minha cabeça!
Nem sempre é fácil de se lidar com isso!

Desabafo dado, I have to say bye!

Bye!

By Winna A.

sábado, 17 de julho de 2010

Vá entender esse mundo louco...!


Bom dia Pessoas queridas!

Pessoas sim, com "P" maiúsculo! Porque apesar do anonimato, devemos (ou deveríamos, pelo menos) manter certa disciplina em pensar que são Pessoas que estão do outro lado da tela. Não só números.

Agora tentaremos entrar no questionamento de: “O que vem a ser uma pessoa?” – Agora em minúsculo porque estamos analisando um ser indefinido.

Pessoas são seres humanos?

Resposta: Creio que nem sempre, tendo em vista que “Humanidade” não é bem isso que se vê hoje em dia. Existem parcos casos, eu sei, mas na sua maioria, humanos não são mais tão Humanos assim.

Pessoas são seres inteligentes?

Resposta: Olha... Eu mesma não costumo colocar-me num patamar de inteligência... Entenda assim: Perto da Carla Pérez eu me sinto a ganhadora do Nobel de Física, agora, perto de Santos Dumont, que conseguiu colocar aquele monte de ferro e outros materiais pesados no ar, e VO-AN-DO (o que eu ainda acho que é bruxaria), eu sou, no mínimo, idiota!
Sério... Até eu sou muito mais leve que um avião e não sei voar... E só porque eu não sou aerodinâmica!? Injusto isso...

Voltando ao assunto:

Pessoas são seres animados? (e eu não me refiro à pré-disposição delas em ir a baladas e festinhas da faculdade).

Resposta: Depende. Se for um jogador de MMO, nem sempre são animados (na verdade, quase nunca o são! Não se iluda!). Se for um namorado(a), amigo batendo papo, um colega de trabalho chato... Sim, são animados , pelo menos na maior parte do tempo. Enfim... pessoas são seres complexos demais se você for analisar de todos os pontos de vista.
Prefiro acreditar que todos os visitantes deste humilde “bloguinho” são Pessoas! Não seres perfeitos, mas com alguma integridade, senso de humor e alguma carga de falta do que fazer... Até porque, sem isso, não estariam aqui, não é véro?!

Agora. O que eu nunca vou conseguir definir é se uma pessoa é ou não normal...
Normal é algo bem mais complexos do que “pessoas” ou “Pessoas”!

Até porque, como diria “Caêtãããããno”:

De perto, ninguém é normal!

(E eu diria que nem de longe!)


By Winna A.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Profundidade Filosófica de MSN - Parte II


Segundo meu querido (e desaparecido) amigo Adib Sahid Al Aiatolámasnãoatolou:

" Mulher narcisista é fogo...
Pior que líder comunista discursando!! "


Mas entenda bem o contexto:

Ele é um árabe comunista...

E eu, no momento, uma quase escritora orgulhosa, semi-narcisista...

Quem será o PIOR?


Como de costume, fiquem com uma cena de pura reflexão:



By Winna A.

Aqueles que me acompanham na jornada...

Wikipédia sobre a Lady Vinna (WInna)

A lei divina é eterna, imutável, perfeita, igual para todos, inscrita na consciência dos homens e revelada em todos os tempos (de acordo com a capacidade e compreensão dos homens).

Winna: "- Com tantos elogios eu fico até sem graça!"

"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". - Pitágoras

"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". - Pitágoras