sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Em quanto isso, aqui em Florianópolis...


Olá pessoas queridas! Eu sei, eu sumi... não foi por mal, mas, como devem ter percebido, finalmente entrei nesse mundo estranho dos universitários (e já era hora, não é mesmo!?)

Como bem já disse, é um tanto complicado conciliar Trabalho+Faculdade+Casa+Namoro+Família+Amigos+Imprevis-tos+Internet+Outros... mas a gente se vira nas 24 (poucas) horas que Deus nos deu e o homem fracionou!

Por conta destas "cositas" andei meio longe do Blog. Ainda não coloquei nada nos trilhos, contudo, o lado bom é que não nos faltará mais assuntos! Isso não é **Mara**?!?!

Pois bem - Vamos ao que interessa!

MISCELLANEOUS!!

O que é sentir o aprendizado "na pele"?!

Entre tantas pessoas, tantas mentes, tantos assuntos... A variedade de pontos de vista que a simples entrada na faculdade ocasiona já deveria torná-la OBRIGATÓRIA na vida de TODO cidadão! É bastante interessante e recompensador observar todo esse mundo novo de dentro dele - perto o suficiente para observar que não é nenhum bicho-de-sete-cabeças, todavia, infinitamente complexo.
Independente da suas opiniões, credos, convicções; independente do estilo, da moda, dos "grupinhos" e das tantas gírias que usamos para classificas essas micro-sociedades; independente de todo o seu esforço em manter velhos costumes, velhos pensamentos, velhas manias - Estudar é e sempre será, além de um aprendizado didático, um aprendizado de vida, não importando a fase, a idade, o sexo, a raça, a cor ou qualquer outro pré-conceito seu.

Minha modesta opinião sobre o assunto: SEMPRE VALE A PENA!

Politicagem - Um (GRANDE) mal desnecessário:

Chegou aquela época do ano em que as donas de casa - revoltadas - esbravejam maldizeres para os infelizes candidatos que, atrapalhando o horário das novelas e programas televisivos, tentam barganhar seus votos e suas convicções.
Pobres coitados...
A safadeza política no país está tão descarada, já foi tão assimilada pela população, que mesmo os possíveis "bons" candidatos serão, massivamente, menosprezados.
É esse o resultado de toda essa novela eleitoral do país, afinal, assim como todo ser humano passou ou passará por alguma desilusão amorosa na vida, todo brasileiro que se preze já viu suas expectativas por um candidato tão em alta quando um salva-vidas de chumbo cheio de pedras...
A credibilidade de nossos malfadados candidatos está diretamente e proporcionalmente ligada aos seus atos e a (in)capacidade dos mesmos de cumprirem suas promessas eleitorais.

Estão colhendo, apenas e tão somente, o que plantaram... Toda essa apatia proveniente do eleitorado é culpa do descaso e do esquecimento em que a população vive. Todos os dias um novo escândalo nos é apresentado.

Esta não é a postura mais adequada para os futuros representantes da nação, não é mesmo!?

Pior mesmo é ter de aturar a minha mãe, coitada, com seu mal-humor proveniente dos santinhos, das vinhetas e da cara-de-pau destes "políticos safados" que atrapalham a novela dela... mehor mesmo é ver a vida fictícia dos personagens de "Passione" do que ter de assistir a 1 hora de propaganda eleitoral gratuita (só para os políticos, porque o dindin vem do nosso bolso né?).

As caras mudam... mas os discursos, as promessas e a imoralidade... ESSAS, NUNCA MUDAM!


Pois é meus queridos... Eu, que sempre fui bem chatinha no quesito "não sei o que se passa, mas não deve ser muito diferente do que era", ando vendo que a coisa é bem essa mesma... e isso me assusta em demasia!

Então, vou ficando por aqui. Sem promessas! Não devo mais postar com a mesma freqüência, porém, quem sabe o conteúdo dos posts melhorem, não é mesmo?
Tentarei encaixar o blog nas minhas poucas horinhas vagas, mas não pretendo e nem vou abandoná-lo! (afinal, todo mundo tem férias um dia... hehehe! Brincadeirinha =P )


Muitos Bjos, queijos e até a próxima!


By Winna A.

Aqueles que me acompanham na jornada...

Wikipédia sobre a Lady Vinna (WInna)

A lei divina é eterna, imutável, perfeita, igual para todos, inscrita na consciência dos homens e revelada em todos os tempos (de acordo com a capacidade e compreensão dos homens).

Winna: "- Com tantos elogios eu fico até sem graça!"

"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". - Pitágoras

"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". - Pitágoras