sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Violência?! Onde?!

Olá meus caros leitores!

Lá pelas bandas da minha terrinha a coisa vai mal...

É bandido se entranhando no mato feito formiga, é rajada de tiros luminosos pelo ar, é a população (inocente) servindo de escudo humano, veículos incendiados, granadas, blindados, militares, policiais, fuzis, escopetas, metralhadoras...
Gente! O RJ está de dar inveja até ao Iraque! A guerra do golfo é “pinto” perto de lá!

O pior é ver o ponto em que a violência teve de chegar para que as autoridades ouvissem os gritos de socorro da população... E eu ainda me pergunto se a coisa estaria sendo levada a séria como está não fossem elas transmitidas pelas emissoras, de forma massiva, em todo o Brasil e a cada minuto.
Pena que o Rio de Janeiro esteja, neste exato momento, com sua imagem tão suja perante o mundo...

Onde será que foi para a minha Cidade Maravilhosa?

Não existe violência que apague as boas memórias que nós, cariocas, temos de nossa cidade. É um carinho quase irracional, praticamente um bairrismo.
Estamos acostumados a superar o desemprego, o desdém dos governantes, o descaso com a saúde, o desleixo com a educação e até mesmo com a violência com a qual aprendemos a lidar desde a infância... Mas isso não quer dizer que gostemos desta situação ou que a aceitemos – apenas nos adaptamos, afinal, precisamos tocar nossas vidas!
Porém, é bem mais do que triste (e só quem já viveu lá pode entender) ver sua cidade se afundar em marginalidade, sendo mal vista e mal falada até por quem sempre viveu lá. É quase humilhante ouvir os comentários de pessoas de outros estados, ainda mais quando estas, completamente equivocadas, jogam a culpa de tudo na população que lá vive.

Podemos até ser culpados no que concerne os nossos governantes, mas não nos restam melhores opções. Muito menos podemos ser acusados de acobertar a marginalidade.

Nenhuma pessoa séria, trabalhadora, humilde, sensata e com senso moral acobertaria um câncer social tão destrutivo como essa bandidagem, que praticamente obrigou o Governo Federal a instaurar este estado de sitio na Cidade do Rio de Janeiro. A população carente que vive nas favelas, em momento algum deve ser comparada a tais elementos.
Se essas pessoas de bem tentam viver ali é porque o Estado nada fez ou faz por elas, para que se mude tal situação.

Morador de comunidade carente, vulgarmente chamado de favelado, não é sinônimo de traficante, assassino ou ladrão.

Vive-se em meio à marginalidade, mas não podemos exigir que a população tome sozinha a frente na guerra contra a violência – isso é dever do Estado! Não se pode por a população em posição de frente de batalha. Seria um genocídio.
A população tornou-se refém da irresponsabilidade institucional e falida do nosso País – Esta sim alimenta cada vez mais a criminalidade ali fixada, e a faz sempre que subestima a influência do poder paralelo exercido pelas facções criminosas, que controlam as comunidades carentes cariocas e se espalham cada vez mais por todo o país.

Todas essas ações emergências que estamos tendo o desprazer de assistir é o reflexo do desdém dos governantes quanto a (in)segurança pública.

Até quando a população pagará com sangue e lágrimas as falhas da “Instituição Governamental”?
Até quando estaremos todos de mãos atadas, chorando pelas baixas de “guerra”, chorando por mães, pais, filhos e filhas, chorando por amigos e amigas?


By Winna A


(Triste, abalada e esperançosa pela volta da minha "Cidade Maravilhosa")

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ai minha Nossa Senhora do Final do Período!

Bom dia amigos.

A coisas andam TENSAS aqui na faculdade... Estou apelando até mesmo para intervenção divina!

É tanto trabalho, tanta prova, tanto seminário, tanto material, tantas xerox, tanto sono e tão pouco tempo para se fazer tudo isso (inclusive dormir), que as vezes eu nem sei por onde começo!

Pois bem, encontrei, por acaso, Santa Catarina de Alexandria. Descobri que ela é padroeira de Santa Catarina (jura??), e có-padroeira da Catedral de Florianópolis (bah! mentira!...). Agora, vejam que bacana: Ela é, também, padroeira dos Estudantes!

Mas não adianta pedir a ela que de um jeito naquele professor(a) carrasco(a): Ela também é padroeira deles...

Esclarecendo uma coisa: não sou católica! Nada contra também, mas saber que os estudantes desesperados (como eu) possuem um representante no círculo divino de qualquer que seja a religião, é, no mínimo, reconfortante!

Pois bem! Segue aqui a Oração de Santa Catarina de Alexandria para todos vocês, caros amigos fiéis ou nem tanto assim, pois aqui encontram-se também os desesperados, os desiludidos, os descrentes, os desmotivados, os despreparados, os desamparados e os desmiolados...:




"Santa Catarina de Alexandria, que tivestes uma inteligência abençoada por Deus, abre a minha inteligência, faze entrar na minha cabeça as matérias de aula, dá-me clareza e calma na hora dos exames, para que possa ser aprovado.
Eu quero aprender sempre mais, não por vaidade, nem só para agradar aos meus familiares e professores, mas para ser útil a mim mesmo, a minha família, à sociedade e à minha Pátria.
Santa Catarina de Alexandria, conto contigo.
Conta também tu comigo. Eu quero ser um bom cristão para merecer a tua proteção.
Amém!"


Diz-se também que dá sorte, ao começar o exame, rogar pela santa da seguinte forma: "Santa Catarina, conto contigo")


Quem quiser saber mais sobre a Santa, pode dar uma olhadinha aqui na Wikipédia, a história dela é bastante interessante.

Só mais uma curiosidade: ela também é protetora contra acidentes, mais especificamente, acidentes de trabalho.


Santa Catarina de Alexandria! Rogai por nós neste fim de semestre! Amém!


By Winna A.


Fontes: Google, Wikipédia.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Dormir "prá quê"?

Bom dia pessoas queridas...

Se vocês são pessoas normais, não me citando como exemplo, devem ter tido AQUELA boa noite de sono que os justos costumam ter nas madrugadas de domingo.

Como acabei de dizer, esse não foi meu caso...

Ao contrário do que costuma acontecer com esta pessoa insone que vos escreve, ontem, domingão chuvoso aqui em floripa, eu senti sono! E o mais incrível: antes da meia noite!

Como já tinha feito meus trabalhos da faculdade e já tinha folheado algumas coisas para a prova de amanhã, resolvi ignorar o mundo e deitei-me para dormir - Afinal, não poderia perder a chance de não cultivar minhas olheiras!
Pois bem, deitei e dormi.

Ah... Como estava bom aquele soninho...

Eis aí o grande sarcasmo do mundo: Um maldito mosquito me acordou!
Eram 3:42 da manhã e um inseto minúsculo, cujo simples peteleco poderia por-lhe fim a vida, me tirou o sono - e não minha costumeira insônia!

Vocês não têm noção do quão revoltante esta situação está sendo para mim...

Então eu penso: Senhor Deus, por que comigo?! Eu não fiquei jogando até tarde, nem fiquei vendo TV, sequer fiquei de papo no msn até as altas horas da madrugada... então, Senhor, por que fui castigada dessa forma:

QUE FIZ EU PARA NÃO MERECER MINHAS NOITES DE SONO?!

Pois bem! Revoltei-me!

A partir de agora me entregarei a minha insônia! E que os despertos é que vão para as cucuias!

Eu tentei amigos, JURO que tentei... mas se nem em Deus posso por a culpa, pois ele nada teve a ver com isso, pelo menos Murphy eu posso maldizer!!!

Passei o resto da noite papeando com meu amado companheiro (que é outra criatura noturna) e resolvi arrumar-me e chegar cedo na faculdade...

Pois bem, sei que a minha vida não é do interesse de vocês, caros leitores, mas deixo aqui esta lição de vida. O importante é não deixar a peteca cair e comprar um bom inseticida!

Em fim, dormir é para os fracos!


Um grande abraço para todos e tenha uma ótima semana!


ps.: Só fico pensando... se eu tivesse uma escopeta, por deus que eu teria matado esse mosquito na base da pólvora! Será que vou para o inferno por pensar assim?!

By Winna A.


sexta-feira, 5 de novembro de 2010

A portabilidade é uma benção!


Bom dia pessoas queridas!

Então... estava em aula, faltava uma explicação sobre alguns termos... Google!
No meu trabalho, precisavam sanar uma dúvida... MSN!
Bateu saudade, queria ver a carinha do meu bem... ORKUT!
Queria relembrar uma sátira que escrevi e deu vontade de escrever outra... Blogspot!
Queria saber qual seria o cardápio do dia no Restaurante Universitário... Site da UFSC!
A professora procurava uma imagem de um sinete... Google denovo!
Precisei fazer algumas anotações sobre a matéria dada em aula... Writer! (sim, adoro o BrOffice!)
Ficou aquela dúvida sobre um termo... Wikipédia!
Procurava um background legal pro meu note... Flickr!
Deu um intervalo em aula... PWI!
Queria mandar um bom dia pro meu bem... MSN again!

Deus do céu! como é que a gente vai viver sem essa tecnologia maldita?!

Se faltar luz o jeito é apelar para um bom e velho truco...

Bjos!

Winna A.

Aqueles que me acompanham na jornada...

Wikipédia sobre a Lady Vinna (WInna)

A lei divina é eterna, imutável, perfeita, igual para todos, inscrita na consciência dos homens e revelada em todos os tempos (de acordo com a capacidade e compreensão dos homens).

Winna: "- Com tantos elogios eu fico até sem graça!"

"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". - Pitágoras

"Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma". - Pitágoras